Posso lhe afirmar que todos os dias sofremos algum tipo de influência, seja pela mídia, pelos amigos ou outros meios. Tudo é projetado para nos atrair de alguma forma: positivamente ou negativamente. O termo influência pode ser atrelado a vários aspectos sociais, no entanto, minha intenção é trazê-la para o nosso cotidiano da fotografia. De que maneira podemos usar da influência para obtermos mais clientes? E, como usá-la afim de alcançar um grau mais elevado como profissional?

É preciso amar a fotografia

 Não se decide ser um fotógrafo por acaso. Deve-se amar o que faz. Esse é um princípio básico para quem se propõem ingressar na carreira de fotógrafo. Caso contrário, não valerá a pena tantos esforços. Quando amamos o que fazemos a probabilidade de sair algo com excelência é grande, mas se você entrou nessa e não ama o que faz, as próximas palavras podem não surti muito efeito em sua vida.

Como saber se estou no caminho certo.

Mas, quando saber se o que estou fazendo está tendo resultado positivo? Quando tenho muitos clientes ou agenda lotada? Esses, certamente, não são os únicos medidores. Você pode ter agenda cheia, mas trata-se dos mesmos clientes fiéis que admiram o seu trabalho? Ou, há uma rotatividade de clientes em sua empresa?

Um dos maiores erros que podemos cometer é enxergar nosso cliente apenas pelas cifras que aquele trabalho pode nos oferecer. É preciso lembrarmos que se trata de pessoas assim como nós. Quem nunca entrou em uma loja e foi mal atendido, mal recepcionado? Isso acontece com todos nós, por isso é preciso imaginar como eu gostaria de ser atendido por mim mesmo.

A única forma de influenciar as pessoas é identificar suas necessidades

Aqui está um ponto chave para iniciar e ser mais efetivo em sua fotografia: parar de pensar apenas no que você quer e pensar no que o seu cliente deseja.

Milhares de vendedores estão enchendo as ruas hoje, fatigados, desanimados e mal pagos. Por que? Exclusivamente porque estão sempre pensando apenas no que eles querem. Estão numa profissão que não gostam e isso se reflete claramente em seu comportamento.

Se nós apenas procurarmos impressionar as pessoas e fazer com que elas se interessem por nós, nunca teremos clientes verdadeiros. Quando entendermos que identificar o que realmente nosso cliente deseja é essencial, ele se sentirá atraído não apenas por uma boa fotografia, mas por todo o conjunto que envolve aquela fotografia, logo, isso é influenciar as pessoas: oferecer um bom trabalho desde o atendimento até a entrega do projeto final, com isso, seu cliente de hoje será o seu melhor amigo amanhã.

O fotógrafo, diariamente, precisa buscar despertar um forte desejo nas pessoas. Se isso não está acontecendo há algo de errado e você precisa rever suas ações. Para isso, crie projetos autênticos, busque inspirações de pessoas que te influenciaram. Afinal, a fotografia está para todos, mas nem todos estão para a fotografia. Somos atraídos pelo que é belo, verdadeiro e cincerro.